CHINA

Zhangjiajie, uma janela mágica para a natureza

O espesso nevoeiro que cobre as partes altas das inumeráveis montanhas envolve de mistério uma região que ganhou fama mundial pelo filme “Avatar”.

Ponte de vidro que liga as montanhas de Zhangjiajie. EFE/ Arquivo.

Localizada no oeste da província de Hunan, na China, a cidade de Zhangjiajie tem natureza exuberante, com montanhas que parecem moldadas como colunas mágicas, e os parques naturais da região de Wulingyuan com mais de 1,4 mil variedades de plantas e 110 espécies animais.

O espesso nevoeiro que cobre as partes altas das inumeráveis montanhas envolve de mistério uma área que ganhou fama mundial pelo filme “Avatar“. O cineasta James Cameron se inspirou no lugar, declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1992, para ambientar o longa.

Cerca de 3 mil relevos de formas cársticas que chegam a alcançar 1,5 mil metros de altura semeiam como agulhas gigantes o parque florestal e as árvores e plantas pontuam seus cumes e encostas.

As paredes das montanhas são perfeitas para praticar escalada, e os 300 quilômetros de trilhas permitem a prática do senderismo em uma região à qual se chega por teleférico e após uma viagem de uma hora de carro a partir de Zhangjiajie, uma moderna cidade de 1,7 milhão de pessoas fundada há somente 30 anos.

No parque fica o lago Baofeng, com águas verdes como jade e uma formosa paisagem natural cercada de montanhas e cascatas que podem ser contempladas em um passeio em barco.

Zhangjiajie possui também a montanha de Tianmen (Porta do Céu), catalogada como uma das mais belas do mundo e de 1,5 mil metros de altura, e à qual se chega no teleférico mais longo do mundo.

A viagem até o cume tem impressionantes vistas e falésias que causam vertigem, com duas pontes de vidro que rodeiam a montanha. A descida finaliza a experiência pela estrada das 99 curvas.

Duas falésias desta montanha estão unidas pela ponte de vidro, uma obra de engenharia de 430 metros de comprimento e 300 de altura desde onde é possível admirar a espetacular da natureza em Zhangjiajie e que desde sua inauguração, em agosto de 2016, foi visitada por 65 milhões de pessoas.

“Somos modelo turístico para todo o país” e “o objetivo é melhorar o nível de qualidade aos padrões mundiais”, diz orgulhoso Guo Zhenggui, secretário-geral do Partido Comunista Chinês no município, a um grupo de jornalistas.

Um dos locais mais visitados da China, Zhianjiajie quer se abrir para o mundo e se promover como ponto turístico, para se tornar o principal destino turístico do país asiático.

“Nossas portas estão sempre abertas. No ano passado, tivemos a visita de 70 milhões de turistas nacionais, mas temos que melhorar as necessidades do turismo internacional. Queremos oferecer qualidade de serviço. A formação e colaboração internacional é uma parte muito importante”.

Zhianjiajie “quer ser uma cidade verde”, e a arborização alcança 70% de seu espaço e quer elevar essa percentagem.

O enclave, uma das zonas turísticas mais visitadas da China, na província central de Hunan, berço de Mao Zedong, conta com modernas infra-estruturas e a linha ferroviária que une o norte do país com as ilhas será inaugurada dentro de dois anos.

O entorno da cidade, cujo aeroporto faz conexão com 50 cidades chinesas e países próximos e tem uma importante oferta hoteleira de máxima qualidade, foi visitado no ano passado por cerca de 70 milhões de turistas.

Marcados com: , ,
Publicado em Destinos

Turismo TV <p>Bolso con estampados típicos españoles. Foto: Grupo LK</p>
Ver vídeo

Quais lembrancinhas os turistas levam da Espanha? (em espanhol) duração: 2.05

Ver mais vídeos

Tags