TURISMO RURAL

Turismo Rural na Espanha: Conheça o verão no vale de Valdivielso

Oferecendo uma proposta de contato com a natureza e as peculiaridades de povoados no vale, o verão de Valdivielso, na Espanha, promete encantar e apaixonar os visitantes

  • Vista do Vale. Foto: Divulgação
  • Por dentro de Valdivielso. Foto: Divulgação
  • Igrejas históricas em Valdivielso. Foto: Divulgação
  • Panorâmica da região dos Burgos, onde está o vale. Foto: Divulgação

No norte da região de Burgos, na Espanha, há um pequeno vale chamado Valdivielso. Banhado pelo rio Ebro, o vale é formado por 14 pequenos povoados, alguns com apenas dois habitantes registrados.

No verão, no entanto, a população de menos de 400 pessoas recebe mais de dois mil visitantes que encontram em Valdivielso um recanto de paz e tranquilidade, onde a vida comunitária e a natureza são as principais atrações.

Valdivielso é uma opção rural, mas também cosmopolita, já que seus novos habitantes procuram levar atividades artísticas mais próprias das grandes cidades para o vale. Além disso, a zona não está massificada nem é um destino turístico habitual, o que reforça a sensação de conhecer lugares novos e, ao mesmo tempo, se sentir como em casa.

A melhor maneira para chegar ao vale é de carro, já que dispor de um veículo é essencial para se deslocar pelos diferentes povoados. O primeiro, Valdenoceda, é a porta de entrada de Valdivielso. Antes de avistá-lo, no entanto, o visitante já pode sintonizar a Rádio Valdivielso e entrar na região conectado através das ondas sonoras da emissora.

O meio de comunicação comunitário, que existe graças as doações dos moradores, é o centro neurálgico de todo o vale. Seu slogan, “o poder do pequeno”, revela não só uma ideologia, mas também uma forma de ver a vida.

Rádio Comunitária que ajuda o morador e o turista

Além de oferecer um vasto repertório musical e informar sobre as principais notícias do dia, a emissora dá voz as reclamações e iniciativas dos moradores, faz entrevistas e organiza diversas atrações durante o verão, como shows, teatro, projeções de filmes e atividades para as crianças.

Jokin Garmilla, responsável pela rádio, trabalhava em uma grande empresa discográfica em Madri e decidiu trocar a capital espanhola pela tranquilidade do vale. Ele é um dos exemplos do tipo de habitante da região, que foi despovoada devido a redução da atividade agrícola e a migração dos jovens para os grandes centros urbanos em busca de melhores oportunidades de trabalho e educação.

Imagem de dentro da Rádio Valdivielso. Foto cedida pela emissora

No vale, ficaram os mais idosos e agora começam a chegar diferentes grupos de pessoas que, como Jokin, preferem viver em contato com a natureza e em comunidade, e fogem do individualismo e do stress das grandes metrópoles, o que tem chamado atenção dos espanhóis e de gente de fora da Espanha para conviver com o ‘rústico’ e mais puro de uma comunidade.

Esse tipo de turismo vem crescendo muito. Agências de Viagens e buscadores mostram que turistas, especialmente aqueles que estão voltando para um destino escolhido anteriormente, procuram se aproximar do cotidiano local de distritos ou pequenas cidades que propiciam boa gastronomia, sossego e experiências personalizadas.

Outro fato comum é que o turista visite Valdivielso e não queira mais sair de lá.

“Nos mudamos para o vale quando nossa filha nasceu. Queríamos fazer uma parada em nossas vidas para desfrutar a infância do nosso bebê. Construímos a casa onde vivemos com nossas próprias mãos e a ajuda de amigos. A construção durou um ano e meio. Quando terminamos, me perguntei: e agora? O que vou fazer aqui? Pouco depois surgiu a oportunidade de abrir a rádio”, explicou Jokin.

Atrações culturais organizadas pela comunidade

Jokin e outros ex-cosmopolitas que decidiram apostar pela vida rural levam a Valdivielso atrações como um festival internacional de cinema chamado “Márgenes” (Margens) ou a exposição de arte vanguardista “El Jardín Secreto” (O Jardim Secreto), aberta ao público de julho a dezembro nos jardins do monastério San Salvador na cidade de Oña, que está ao lado do vale. O monastério, que já foi escola para surdos-mudos, colégio de jesuítas e hospital psiquiátrico, é um dos principais patrimônios históricos da cidade e pode ser visitado de terça a domingo.

Vale dos charmosos povoados

Outro povoado que vale a pena conhecer é Tártales de los Montes. Localizado na zona mais alta do vale, o caminho até a cidade oferece vistas maravilhosas, como a da cachoeira de Hoz. Antes de passar por um túnel escavado na montanha que dá acesso a Tártales, o visitante pode parar em um mirador para tirar fotos da cachoeira e do desfiladeiro.

Entrar no povoado é como fazer uma visita ao passado. As casas, as ruas, a igreja, tudo parece ser de outro momento da história. Se não fosse pelos carros modernos, o visitante poderia pensar que fez uma viagem no tempo. Como dado curioso, a cidade foi palco de um assassinato que ficou conhecido como “o crime de Tártales”.

O fato ocorreu em 1914, quando o padre da cidade foi envenenado ao beber o vinho consagrado durante uma missa. O autor do crime, que era sobrinho do falecido, colocou estricnina na bebida da missa e o padre teve uma morte imediata. Por ter gerado uma série de notícias e reportagens nos jornais da época, a história é famosa no vale até hoje e cria um clima lendário para os visitantes.  

Onde se hospedar?

As diferentes localidades de Valdivielso têm pequenos hotéis, casas rurais e residências para alugar aos turistas. A melhor e mais inusitada opção de hospedagem é a Torre de San Martín, conhecida como Palácio do Inquisidor porque seu primeiro proprietário foi justamente um inquisidor da Igreja.  

Vista externa do Palácio do Inquisidor. Foto: Carla Guimarães

Localizado no povoado de Quintana, o palácio do século XVII possui três apartamentos e uma suíte com vistas ao vale. Além do bom gosto da decoração, que respeita a construção original, o palácio oferece ao visitante a oportunidade de dormir rodeado de história.

Imagem das suítes do Palácio do Inquisidor. Foto: Carla Guimarães

“Eu acredito que o futuro está no campo”, disse o radialista do vale, que confessou que em Valdivielso encontrou a vida que sempre quis e que não se imagina morando em nenhum outro lugar do mundo.

O verão em Valdivielso é uma opção de tranquilidade, para quem gosta da vida em comunidade, do contato com a natureza, de visitar edifícios históricos, de tomar banho de rio, de fazer passeios e longas caminhadas. A rádio vai informando as atrações reservadas para cada dia e os moradores, muito amigáveis, estão envolvidos nas diferentes atividades que acontecem no lugar.

Tártales de los Montes. Foto: Carla Guimarães

Marcados com: , , ,
Publicado em Destinos     Natureza e Esporte

Turismo TV <p>Bolso con estampados típicos españoles. Foto: Grupo LK</p>
Ver vídeo

Quais lembrancinhas os turistas levam da Espanha? (em espanhol) duração: 2.05

Ver mais vídeos

As mais no Efetur

Tags