NOVA ZELÂNDIA

Passagem do “Gita” obriga cancelamento de voos em 5 aeroportos da N. Zelândia

A companhia aérea Air New Zealand informou que cancelou todos os voos de chegada e saída no aeroporto da capital, Wellington.

EFE/ Arquivo

As autoridades da Nova Zelândia cancelaram nesta terça-feira os voos em cinco aeroportos do país por conta da passagem dos restos do ciclone “Gita“, que na semana passada deixou um morto e uma extensa destruição em Tonga.

A companhia aérea Air New Zealand informou que cancelou todos os voos de chegada e saída no aeroporto da capital, Wellington, devido à tempestade, que chegará na região central do país com ventos de até 150km/h.

Em um comunicado, a companhia indicou que o tráfego aéreo será afetado nos aeroportos de New Plymouth, Hokitika, Queenstown e Nelson.

Os voos ainda estão decolando com normalidade nos aeroportos de Blenheim, Costa Kapiti e Palmerston North, ainda que se prevê que haja cancelamentos se pioram as condições, acrescentou a nota.

Além do vento, as autoridades preveem que a tempestade cause chuvas torrenciais, inundação da maré de até dez metros e um rápido aumento nos fluxos dos rios.

A chegada da tempestade provocou o fechamento de várias estradas e mais de 50 colégios, enquanto devem ser cancelados os serviços de trem em Christchurch, Nelson e West Coast, todas elas na Ilha Sul.