TURISMO GAY

Buenos Aires conquista turistas LGBT com festival de diversidade

Os eventos acontecerão simultaneamente em vários pontos da cidade, combinando o turismo pela capital argentina com espetáculos artísticos, jornadas esportivas e rodadas de negócios para o segmento.

Foto: EFE/ VICTOR LERENA

Buenos Aires quer conquistar mais turistas LGBT e receber mais além do meio milhão que visita anualmente a capital argentina com um festival cheio de atividades culturais, esportivas e empresariais, que acontecerá entre 1 e 7 de agosto, o “Buenos Aires Diversa”.

Os eventos acontecerão simultaneamente em vários pontos da cidade, combinando o turismo pela capital argentina com espetáculos artísticos, jornadas esportivas e rodadas de negócios para o segmento.

Esta é a terceira edição do festival, que este ano se uniu à 9ª Conferência Internacional de Negócios e Turismo LGBT “Gnetwork360”.

Turismo e negócioas lado a lado

“Gnetwork360”, organizado pela Câmara de Comércio Gay Lésbica da Argentina (CCGLAR), é um espaço de capacitação e de redes para oportunidades de negócios no segmento, acontecerá de 2 a 4 de agosto no Alvear Palace Hotel, com uma inauguração no Centro Cultural Kirchner.

“Buenos Aires Diversa” também terá intervenções urbanas: algumas ruas serão pintadas com as cores do arco-íris, monumentos serão iluminados e haverá exposições fotográficas em praças e parques.

O ministro de Modernização e presidente do bureau de turismo de Buenos Aires, Andy Freire, disse que a prefeitura quer potencializar este tipo de atividades “não somente pelos benefícios ao turismo, mas também por uma questão filosófica: os valores de liberdade individual que o coletivo LGBT representa”.

Uma das cidades mais queridas pela comunidade gay

Buenos Aires é a quinta cidade mais atraente para o público LGBT no mundo, atrás de San Francisco, Sydney, Nova York e Barcelona.

Para Andy Freire, provavelmente isso se deve à “abertura cosmopolita” da cidade e por sua rica oferta histórica e cultural.

Pablo de Luca, presidente da Câmara de Comércio Gay Lésbica da Argentina, ressaltou que o país é favorável à comunidade gay “como política de Estado”, muito além da questão turística, já que é vanguardista na legislação do casamento igualitário. A Argentina foi o primeiro país latino-americano a aprovar o casamento gay.

E é possível ver isso desde o primeiro momento em que se chega no aeroporto em Buenos Aires: os oficiais de migração reconhecem os casais gays como “família”.

Turistas gay viajam mais

Luca acrescentou que se trata de um segmento importante para o turismo. Estima-se que o coletivo LGBT na América Latina viaja 3,4 vezes mais que os heterossexuais. Em 2015 gastaram, em nível global, US$ 196 bilhões com turismo.

“Diante do aumento da intolerância visível no mundo, é essencial comunicar que Buenos Aires é um pomar de tolerância e diversidade”, finalizou Gonzalo Robredo, diretor-executivo do bureau de turismo da capital argentina.

Turismo TV <p>Bolso con estampados típicos españoles. Foto: Grupo LK</p>
Ver vídeo

Quais lembrancinhas os turistas levam da Espanha? (em espanhol) duração: 2.05

Ver mais vídeos

Tags