Aviação

British Airways investiga roubo de dados de seus clientes

O grupo IAG, ao qual pertence a BA, além de Iberia, Vueling e Aer Lingus, transportou nos oito primeiros meses do ano, até o último dia 31 de agosto, 75,6 milhões de passageiros.

EFE/Sérgio Dionísio

A companhia aérea britânica British Airways (BA) anunciou nesta quinta-feira que investiga o roubo de dados de seus clientes através de seu site e aplicativo para celulares.

A companhia, que faz parte do grupo de aviação hispano-britânico IAG, informou que abriu uma investigação em “caráter de urgência” para esclarecer o ocorrido.

A BA adiantou que a informação dos clientes, que não inclui detalhes de viagens nem de passaportes, foi comprometida a partir das 21h58 GMT do dia 21 de agosto e até as 20h45 GMT de 5 de setembro.

Durante esse período, “informação pessoal e financeira” dos clientes que efetuaram reservas no site ba.com e no aplicativo da companhia aérea estiveram suscetíveis de subtração, indicou a BA em comunicado.

Além disso, a companhia notificou que está entrando em contato com os clientes afetados e recomendou que aqueles que acham que podem ter sido vítimas destes roubos “contatem seus bancos ou provedores de cartões de crédito”.

O presidente e executivo-chefe da companhia aérea, Alex Cruz, declarou que “a proteção da informação pessoal dos clientes é um assunto extremamente sério” para a companhia.

“Lamentamos profundamente a disrupção que esta atividade criminosa provocou”, acrescentou.

Por fim, a BA afirmou que pôs em conhecimento da polícia e das autoridades pertinentes o ocorrido, ao mesmo tempo em que garantiu que a situação já foi resolvida e que neste momento seu site opera normalmente.

Marcados com: , ,
Publicado em Passagens Aéreas