MOSCOU

Rússia abriu as portas da Grande Mesquita de Moscou, a maior da Europa

Moscou é após Paris a segunda cidade da Europa com mais muçulmanos com um milhão e meio, entre residentes e imigrantes do Cáucaso e Ásia Central.

Foto: EFE/Alexei Druginyn / Ria Novosti

Para os interessados em turismo religioso, foi inaugurada hoje, em Moscou, a maior mesquita da Europa, que terá capacidade para mais de 10 mil fiéis.

No início da cerimônia, o Grande Mufti -islâmico a quem é reconhecida a capacidade de interpretar a lei islâmica- Ravol Gainutdin disse que este “histórico” acontecimento servirá para fortalecer a paz e a fraternidade “entre os países, povos e culturas do mundo”.

O presidente russo Putin esteve presente e louvou as doutrinas que predicadas pelos líderes religiosos muçulmanos russos, que “com sua autoridade moral, fazem frente à propagada extremista”.

Por sua vez, presidente palestino Abás aproveitou o lançamento para condenar “as ações das autoridades ocupantes de Israel dirigidas a impedir o acesso dos muçulmanos à mesquita santa de al-Aqsa” em Jerusalém, em alusão aos planos do governo israelense de dividir esse templo, o terceiro na hierarquia islâmica, entre judeus e muçulmanos.

O palestino também se dirigiu à comunidade internacional para que “garanta a proteção dos santuários muçulmanos e cristãos em Jerusalém e Palestina, para brindar a mesma segurança que tinham antes das terras palestinas serem ocupadas por Israel”.

A Grande Mesquita de Moscou, que tem mais de 18 mil metros quadrados de superfície e uma altura comparável à de um edifício de seis andares, abrirá suas portas aos fiéis amanhã, por ocasião da Festa do Sacrifício (Eid-al Adha ou Kurban Bayram).

O templo foi levantado sobre os restos de uma antiga mesquita construída em 1904, que nunca fechou suas portas, nem sequer em tempos de Stalin, e que já se encontrava em estado ruinoso.

Moscou é após Paris a segunda cidade da Europa com mais muçulmanos com um milhão e meio, entre residentes e imigrantes do Cáucaso e Ásia Central.

Além disso, em todo o território nacional vivem cerca de 23 milhões de muçulmanos, segundo informou à Agência Efe o Conselho de Mutfis da Rússia, em sua maioria em Moscou, no Cáucaso Norte e nas repúblicas de Tartária e Bashkiria.

Marcados com: , , ,
Publicado em Destinos

Turismo TV <p>Bolso con estampados típicos españoles. Foto: Grupo LK</p>
Ver vídeo

Quais lembrancinhas os turistas levam da Espanha? (em espanhol) duração: 2.05

Ver mais vídeos

As mais no Efetur

Tags