RIO 2016

Veja os príncipes dinamarqueses na “Casa Dinamarca” do Rio

A praia de Ipanema, na zona sul do Rio de Janeiro, foi o lugar escolhido para instalar a Casa.

Foto: EFE/ANTONIO LACERDA

Os príncipes dinamarqueses Joachim e Frederik e sua esposa, a princesa herdeira Mary, inauguraram no Rio a “Casa Dinamarca”, espaço para promover o país durante as Olimpíadas e Paralimpíadas.

A praia de Ipanema, na zona sul do Rio de Janeiro, foi o lugar escolhido para instalar a Casa, que promoverá a cultura e o turismo da Dinamarca e para receber os atletas do país que se destacarem nos Jogos Olímpicos.

Foto: EFE/ANTONIO LACERDA

Foto: EFE/ANTONIO LACERDA

Na inauguração, um coro feminino dinamarquês cantou os hinos da Dinamarca e do Brasil e, no final, interpretou “Garota de Ipanema” junto com o músico Daniel Jobim, neto de Tom Jobim.

O próprio Daniel idealizou a aliança com o coro de mulheres durante uma das recentes visitas do músico brasileiro a Copenhague, capital da Dinamarca.

Foto: EFE/ANTONIO LACERDA

Foto: EFE/ANTONIO LACERDA

Para adultos e crianças

A “Casa Dinamarca” terá programação esportiva, artística, gastronômica e cultural, entre as que se destaca o Pavilhão Lego, espaço em que as crianças poderão interagir com um dos brinquedos mais populares do mundo.

Mais de um milhão de peças do Lego foram usadas para recriar 25 ícones da Cidade Maravilhosa. Depois das Olimpíadas, o Pavilhão Lego seguirá para o Museu Histórico da Cidade, na Gávea.

A “Casa Dinamarca”, que foi projetada de acordo com as características da arquitetura nórdica, terá uma programação musical ao entardecer, para que os visitantes acompanhem o pôr do sol com DJs dinamarqueses e brasileiros.

Foto: EFE/ANTONIO LACERDA

Foto: EFE/ANTONIO LACERDA

Concurso

A “Casa Dinamarca” promoverá um concurso dia 16 de agosto voltado ao público LGBT, em mais uma amostra do compromisso do país a diversidade de gênero.

A expectativa, segundo fontes diplomáticas dinamarquesas, é receber no Rio pelo menos 250 mil visitantes, mesmo número de pessoas que passou pelo espaço montado em Londres para as Olimpíadas de 2012. A “Casa Dinamarca” fica aberta até o fim dos Jogos.