PARIS

Guias teatrais: uma forma de visitar lugares insólitos do passado de Paris

“Visites Spectacles” e “Cultiva” são duas das companhias que promovem os passeios, que contam com uma longa lista de lugares insólitos.

Vista panorâmica de Paris (Imagem eletrônica)

Acompanhar uma história de amor na Torre Eiffel, descobrir o mistério da dançarina do Palácio Garnier ou ir em busca de uma enigmática dama por Montmartre são formas diferentes de descobrir a capital francesa, pelas mãos de atores que interpretam personagens do passado parisiense.

Paris muito além dos monumentos

Os artistas reinventaram os circuitos guiados de forma inteligente, lúdica e original, integrando os visitantes em um universo paralelo para acompanhar histórias de personagens fictícios ou reais, como o pintor Amedeo Modiglani e o artista de rua Le Père Frédé.

“Visites Spectacles” e “Cultiva” são duas das companhias que promovem estes passeios, que contam com uma longa lista de lugares insólitos.

Visites Spectacles começou em 2009, com a ideia “de fazer visitas mais dinâmicas e divertidas, com fatos históricos, comédia, arte, dança e magia, criando algo muito completo e com conteúdo para poder saborear e ver”.

Em uma delas a viagem é para o ano de 1932, com o romance na Torre Eiffel entre a jovem americana Lemony e o aviador Antoine, interpretado por um ator que se transforma também em outros momentos em mecânico e historiador.

París. Foto: Destinia

París. Foto: Destinia

“Adorei, principalmente quando dançam e cantam para viajar no tempo. Foi muito divertido” disse Julien, criança que chegou de Bordeaux junto com seus pais.

Os giros do relato permitem explorar o passado da torre e suas entranhas, como a particular sala de maquinaria dos elevadores hidráulicos e o telhado do “Jules Verne”, restaurante com uma estrela Michelin.

A vida dos artistas da Belle Epoque

Os fãs da pintura podem descobrir como viviam Toulouse-Lautrec e Modigliani, entre outros artistas, em Montmatre, com a evolução de uma história perfeitamente orquestrada no ritmo das canções e atuações que começam no Sacré Coeur e vão até o Bateau Lavoir, lugar de residência e reunião de pintores e escritores.

A aventura começa quando o guia procura o espírito da “Belle Gabrielle”, uma mulher misteriosa, mote para que se revelarem grupo lendas e lembranças do bairro boêmio que viveu a “Belle Époque”.

Há gente que inclusive repete a experiência, como Patrick Plat e sua família, que ano passado percorreram as Galerias Cobertas. “Montmartre é um bairro muito colorido que representa a história de muitos artistas. Vê-lo relatado com tanto humor e a partir de uma ótica teatral nos encantou”, disse Plat.

Outra visita, como a de “O perfume secreto da Ópera”, transporta o espectador à intimidade do Palácio Garnier após seu fechamento, quando o espírito de Selma Dagelsson, célebre dançarina dos anos 30, passou a aparecer entre cortinas de veludo.

A ex-dançarina foi transformada em guia após uma trágica queda na grande escada desse edifício relembra sua história.

Embora algumas dessas visitas, como a das passagens cobertas, a do bairro latino e o mistério do trem “Paris Express” sejam somente em francês, os organizadores planejam, para atender a demanda, disponibilizá-las também em inglês.

Turismo TV <p>Bolso con estampados típicos españoles. Foto: Grupo LK</p>
Ver vídeo

Quais lembrancinhas os turistas levam da Espanha? (em espanhol) duração: 2.05

Ver mais vídeos

As mais no Efetur

Tags