DICAS

Dicas de passeios para levar seu amigo gringo em São Paulo, Rio e Floripa

Está recebendo um amigo de outro país? Veja ideias de locais de lazer que os estrangeiros adorariam visitar em três capitais brasileiras.

EFE/CAETANO BARREIRA. Na América do Sul, São Paulo ficou com o terceiro lugar entre os melhores destinos

No verão, visitantes estrangeiros vindos de países da Europa, Estados Unidos e outros desembarcam no Brasil para aproveitar a estação mais quente do ano, talvez fugindo do frio rigoroso que predomina nesta época em regiões do hemisfério Norte. Alguns se hospedam em casas de amigos, outros optam por hotéis ou albergues, e há quem conte com a ajuda de brasileiros para conhecer os melhores locais para “turistar”.

Se você está recebendo amigos estrangeiros em casa nesse verão e está sem saber bem onde levá-los, a escola de inglês online EnglishUp preparou uma lista de locais turísticos interessantes em três capitais brasileiras, perfeitos para apresentar a estrangeiros, e com grande possibilidade de agradar. Confira essas dicas e se prepare para um divertido tour, ao mesmo tempo em que poderá praticar o inglês com seu amigo que veio do exterior!

São Paulo (SP)

Tour pelo Centro Histórico

Leve seu amigo para conhecer o centro da cidade, onde há diversos pontos de interesse cultural e histórico como: Teatro Municipal, Pátio do Colégio, Mercado Municipal, Mosteiro São Bento, Edifício Martinelli, Centro Cultural Banco do Brasil, entre outros. O melhor é traçar um roteiro e fazer um “walking tour”, já que o centro tem difícil acesso de automóvel.

Uma opção é ir de carro e estacionar em um estacionamento pago. Outra opção é ir de transporte público ou ainda alugar bicicletas e fazer o passeio pedalando. Quem é adepto da bike com certeza vai adorar!

Região da Avenida Paulista

paulista.jpg

Vale a pena fazer um passeio na região, onde também há diversos locais turísticos, como o MASP (Museu de Arte de São Paulo), o Parque Trianon e a rua Augusta, com diversos bares, restaurantes e cinemas.

Outro local interessante na área é o Mirante 9 de Julho, reformado recentemente. No local, além de cafeteria, bar e restaurante, há uma galeria de arte e uma escadaria construída em 1932.

Praça Benedito Calixto

É uma boa pedida nas tardes de sábado ir a essa “charming square” na região de Pinheiros, na zona oeste, com barraquinhas de comida onde é possível degustar delícias como acarajé, pastel, empanadas, entre outros, além de ouvir o show de chorinho que acontece todos os sábados, ou então verificar a feirinha de antiguidades.

No entorno da praça, há lojas “trendy” de decoração e artigos para casa que também valem a visita. É um passeio despretensioso.

Parque do Ibirapuera

Para quem é amante da natureza o “Ibira” é um local-chave, onde é também possível visitar locais como o MAM (Museu de Arte Moderna), o Pavilhão Japonês e o Auditório do Ibirapuera. Aos finais de semana, costuma haver apresentações de capoeira e outros números. Pela beleza e tamanho do parque, vale a pena reservar uma tarde toda.

Rio de Janeiro (RJ)

cristo.jpg

Cristo Redentor

Considerada um “ícone” do Rio, a estátua do Cristo é a atração turística mais fotografada do país. Desde 2000, quando recebeu nova iluminação, vem passando por processo de revitalização. O Cristo situa-se no topo do morro do Corcovado, 709 metros acima do nível do mar, com vista panorâmica da cidade.

Mureta da Urca

A famosa mureta no bairro da Urca, na zona sul, transformou-se em um dos pontos mais badalados do Rio, devido ao famoso “sunset” (pôr do sol) que é possível ver do local. Vale a pena levar seus amigos estrangeiros para conhecer essa vista de “cartão-postal” da baía da Guanabara, em um dos bairros mais agradáveis da cidade. A dica é chegar cedo, pois no final da tarde fica difícil achar um bom local para encostar na concorrida mureta.

Bairro da Lapa

O bairro boêmio faz a alegria dos estrangeiros, pois oferece uma grande diversidade de bares e casas noturnas dos mais variados estilos, como samba, forró, chorinho e rock. Também é possível apreciar os icônicos Arcos da Lapa, obra arquitetônica construída no Período Colonial e símbolo do Rio Antigo preservado.

Escadaria de Santa Teresa

Construída pelo artista plástico chileno Jorge Selarón, a longa escadaria liga a rua Joaquim Silva, na Lapa, à Ladeira de Santa Teresa. A escadaria de azulejos coloridos, que foi tombada pela Prefeitura em 2005, tornou-se um ponto turístico do Rio e também vale bastante a visita. É aconselhável ir a pé, durante o período do dia. Se quiser explicar ao seu amigo sobre Santa Teresa, pode dizer que é “a picturesque neighborhood of Rio, known for its historical buildings of the nineteenth century and elegant mansions built until the 1940 s” (Um pitoresco bairro do Rio, conhecido pelas construções históricas do século XIX e elegantes casarões construídos até os anos 1940).

Parque Nacional da Tijuca

Localizado na zona oeste do Rio, engloba quase 4 mil hectares de Mata Atlântica. É o parque nacional mais visitado do Brasil, que recebe mais de 3 milhões de visitantes por ano. Oferece opções de programas para todos os gostos, como voo livre, escaladas, trilhas, além de áreas para piqueniques e churrascos.

Florianópolis (SC)

Praia do Campeche

É famosa pela Ilha do Campeche, localizada a cerca de 1,5 km da praia. Há passeios de barcos e escunas para a Ilha, que saem da própria praia. Lá você encontrará sítios arqueológicos com inscrições rupestres e é possível mergulhar. Além da beleza natural, o Campeche possui acesso fácil tanto do sul quanto do leste da ilha.

Lagoa da Conceição

lagoa.jpg

Situada no centro geográfico da Ilha de Santa Catarina, reúne praias, dunas e montanha e tornou-se um dos principais pontos turísticos naturais da cidade. No local, é possível praticar esportes náuticos como caiaque e stand-up paddle. Além de ser um importante local histórico, é um dos principais redutos da vida noturna de Florianópolis, com diversos bares e restaurantes.

Mercado Público Municipal de Florianópolis

Localizado no “Coração” do centro histórico da cidade, o local é diversão garantida para amigos estrangeiros. Ele reúne barracas que vendem peixes e outros alimentos frescos, além de lojas de roupas, bares e restaurantes típicos. Costuma atrair intelectuais, boêmios e artistas. Aos sábados à tarde, pode haver rodas de samba por lá.

Parque da Luz

Com quase 38 mil m², o parque fica na zona urbana da cidade, na parte alta da rua Felipe Schmidt, próximo da Ponte Hercílio Luz. O local possui um mirante de onde se pode avistar o monumento histórico, e também a orla de Florianópolis. Possui área de lazer, campo de futebol, viveiro de árvores e passeio para pedestres.

Marcados com: , , , ,
Publicado em Dicas