China Turismo

China aposta em turismo aeroespacial aliado à natureza

Ilha de Hainan, maior centro turístico chinês, atrai milhões de visitantes pelas belezas naturais e por sua base espacial, Wenchang

EFE/Wu Hong

A ilha chinesa de Hainan é um gigantesco centro de férias, que, apenas no ano passado, atraiu cerca de 60 milhões de turistas, em virtude de um belo complexo turístico e do recente centro de lançamentos especiais de Wenchang, situado ao nordeste da ilha.

Conhecida como o “Havaí Chinês”, Hainan exibe uma exuberante vegetação tropical, aliada a um clima agradável e praias paradisíacas. Além disso, recentemente incorporou-se aos atrativos locais o chamado “turismo espacial”, em virtude da inauguração do quarto centro espacial do país.

Hainan é o maior centro turístico da China. EFE/Wu Hong

Hainan é o maior centro turístico da China. EFE/Wu Hong

Durante muito tempo, o caráter secreto e o controle militar dominaram a gestão do programa espacial chinês. Seu primeiro centro espacial, o de Jiuquan, fica no deserto de Gobi, a 200 quilômetros da cidade que lhe dá nome.

Inaugurado em 2016 com o lançamento do foguete “Longa Marcha 7”, o centro de Wenchang é futurista e colorido, antepondo-se à aparência rústica e fria de Jiuquan, datada de 1958.

Detalhe da base aeroespacial de Wenchang. EFE/Wu Hong

Detalhe da base aeroespacial de Wenchang. EFE/Wu Hong

Outro fator interessante do novo centro espacial é a movimentação de seus arredores. Enquanto o complexo antigo abriga uma cidade basicamente administrativa rodeada por um deserto, em Wenchang os funcionários e suas famílias misturam-se com os visitantes, já que residem no exterior.

Mas o que torna a ilha o maior centro turístico da China atualmente é sua abertura para o mundo, nova mentalidade do governo de Pequim para seus programas, incluindo o espacial.

O que fazer

Somente na região de Wenchang, existem cerca de 80 mil vagas de hotel, segundo a imprensa local. O centro de férias atrai milhões de turistas oferecendo uma bela natureza e desenvolvendo projetos de estímulo ao interesse aeroespacial.

Dentro da base espacial, por exemplo, existe um centro de visitantes, que podem participar de uma exposição sobre naves e sondas, algumas autênticas, utilizando aparelhos de realidade virtual que imitam a vida em órbita.

Por outro lado, os lançamentos de foguetes são uma atração à parte. Cada um desses eventos recebe milhares de convidados dentro da base, enquanto fora do perímetro de segurança são estabelecidas zonas de observação dos lançamentos, com capacidade para cerca de 25 mil pessoas.

Pessoas acompanham lançamento de foguete no centro espacial. EFE/Wu Hong

Pessoas acompanham lançamento de foguete no centro espacial. EFE/Wu Hong

Há nas proximidades, inclusive, um hotel que, segundo reconhecem os próprios trabalhadores do centro espacial, tem uma vista melhor que a própria base de lançamentos para o espetáculo das naves partindo.

Existem planos para o futuro para a construção de um gigantesco parque temático espacial, que envolva conhecimento e diversão, com capacidade de receber cerca de dois milhões de visitantes por ano.

Além da comparação com o Havaí, existe uma similaridade do local com o Cabo Canaveral, região costeira da Flórida, nos Estados Unidos, que abriga também praias, clima tropical, parques temáticos e bases espaciais.

Barcos no mar de Wenchang. EFE/Wu Hong

Barcos no mar de Wenchang. EFE/Wu Hong

Deixe uma resposta

Turismo TV <p>Bolso con estampados típicos españoles. Foto: Grupo LK</p>
Ver vídeo

Quais lembrancinhas os turistas levam da Espanha? (em espanhol) duração: 2.05

Ver mais vídeos

As mais no Efetur

Tags