Ilhas Canárias

Ilhas Canárias sugerem estímulo ao turismo de cruzeiros na América Latina

Ilhas Canárias possuem experiência turística no ramo de cruzeiros e acreditam que podem colaborar com a América Latina

EFE/Cristóbal García

O órgão público espanhol Puertos del Estado destacou nesta quarta-feira o potencial que as Ilhas Canárias oferecem para a região sul-americana, no que se refere à experiência na forma de explorar o turismo, principalmente no estímulo a viagens marítimas por cruzeiros.

O “Puertos del Estado” lidera a numerosa delegação espanhola da Feira Intermodal South America 2017,  maior de seu gênero no Brasil, e domina a participação, com vários estandes, dos portos espanhóis na feira, que começou na terça-feira e termina amanhã nos pavilhões do centro de convenções Transamerica Expo Center, na zona sul de São Paulo.

Rope Jumping, Costa de Tejina (Tenerife). Foto. Cedida por Turismo de Canarias

Rope Jumping, Costa de Tejina (Tenerife). Foto. Cedida por Turismo de Canarias

Uma dos pontos fortes da ilha, que segundo Llorca pode ser mais explorado na América Latina, com o Brasil à frente, é o de transporte de passageiros com o turismo de cruzeiros.

“Na Espanha, é muito importante o turismo de cruzeiros, que representa 10% do PIB turístico do país”. “Somos um país muito turístico, com mais de 70 milhões de visitantes por ano e temos uma enorme experiência no Mediterrâneo, que queremos estender a outras áreas geográficas”, afirmou José Llorca, presidente do órgão espanhol.

Para o presidente da Puertos del Estado, essa experiência é “muito relevante”, já que, na Espanha, o turismo de cruzeiros gera tanta receita pela atividade turística como pela “reparação e pelo abastecimento de navios, porque é uma indústria global, com basicamente 28 mil empregos diretos” no país ibérico.

“Antes, o turismo de cruzeiros estava muito limitado ao Mediterrâneo e ao Caribe e, neste momento, está em desenvolvimento em outros lugares, e aí pode entrar o Brasil e o Cone Sul, com novas experiências e novos destinos. Nossa experiência pode servir para muitos países”, ressaltou o presidente do órgão estatal espanhol.

Una de las paradisiacas playas de Fuerteventura. Lowcostholidays.

Divulgação: Lowcostholidays

No entanto, Llorca acrscentou que, além de melhorar a infraestrutura dos novos píeres e estações marítimas, os países necessitam de uma “boa oferta terrestre” para “se consolidarem como destino” e, nesse sentido, a Espanha pode fornecer sua experiência aos países que estão em pleno “desenvolvimento de cruzeiros”, como o Brasil.

Turismo TV <p>Bolso con estampados típicos españoles. Foto: Grupo LK</p>
Ver vídeo

Quais lembrancinhas os turistas levam da Espanha? (em espanhol) duração: 2.05

Ver mais vídeos

As mais no Efetur

Tags